Arquivo

Popular via socorrense, a “Rua 13” foi denominada por meio de indicação feita um mês após a abolição da escravatura em 1888. Documento com o registro histórico está no arquivo do Legislativo Municipal.
Postado em 12/05/2021

Fotolegenda: Willhams Pereira de Morais, presidente da Casa; e os servidores Edna Maria Preto Cardoso, diretora do Departamento de Assistência Legislativa; e Otávio Cardoso de Oliveira Neto, assistente técnico legislativo. O documento no qual está registrado a indicação de Hilário Gonçalves dos Reis está no arquivo da Câmara Municipal.

 

Um mês após a abolição da escravatura no Brasil – ocorrida em 13 de maio de 1888 –, o vereador e presidente da Câmara Municipal de Socorro, na época, Hilario Golçalves dos Reis, fez uma indicação, durante a sessão ordinária, realizada em 16 de junho de 1888, na qual sugeriu que a então “Rua do Commercio” fosse denominada como “Rua 13 de Maio”, em homenagem à data na qual foi assinada a Lei Áurea pela regente do Império do Brasil, princesa Isabel.

Abaixo segue a íntegra do texto da ata na qual consta a indicação que denominou como “Rua 13 de Maio” a via popularmente conhecida pelos socorrenses como “Rua 13”, que atualmente é uma das ruas mais movimentadas da cidade.

"Attenta à abolição da escravatura no Brasil, indico que a rua do commercio passe a denominar-se de ora em diante, Rua 13 de Maio. Socorro, 16 de junho de 1888. Hilario Golçalves dos Reis."

O documento pode ser consultado pela população no arquivo do Legislativo Municipal.

 

 

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal da Estância de Socorro
assessoriaimprensa@camarasocorro.sp.gov.br